Foi dada a largada no FISL11

Apesar de contar com um número menor de participantes este ano (será que o frio é incompatível com programadores?), o FISL 11 mostra um nível crescente de qualidade nas palestras até o momento. Ponto para o novo mecanismo de classificação que depende da votação dos próprios participantes. Parece que deu certo.

Os grupos de PHP do Brasil já começaram dando um show. Este ano temos o GOPHP (Grupo de Usuários PHP de Goiás), representado pelo Otávio Calaça falando sobre Web Semântica, ou Web 3.0, como queira.

O auditório estava totalmente lotado e alguns participantes se aglomeraram na porta aguardando alguém sair para conseguir entrar, o que não aconteceu.

Para quem não conseguiu assistir, os slides serão disponibilizados aqui.

Teve ainda “PHP Nuclear Tests”, “Framework PHP para auxílio no ensino de programação” e a sempre bem-humorada presença do Flávio Gomes Lisboa, que trouxe “Aplicando MVC em PHP com Zend Framework” e “Desenvolvimento de Código Seguro em PHP com Zend Framework”. Vimos a “Arte do Desenvolvimento PHP” com Anderson “Duodraco” Casimiro. Teve o “BotecoNet PHP Universitário versus PHP Profissional”, com o pessoal da 4Linux, que terminou convidando o Fernando Chucre, do CEPUG (Usuários PHP do Ceará).

Acompanhamos também o Marcus Vinicius Bastos Leandro apresentando novidades em “Aprofunde-se no PHP 5.3”.

Para finalizar, as esclarecedoras “Integração Continua e PHP – Costurando a colcha de retalhos” do Alexandre Haguiar e “Construindo uma Aplicação PHP à Prova de Balas” do Rafael Jaques.

Parabéns a todos os palestrantes e participantes do FISL, que fechou com mais de 150 palestras, em 17 trilhas, para 7.500 pessoas, e que continua se posicionando como um dos principais eventos de Tecnologia do Mundo.

Até 2011, no FISL 12.

Be Sociable, Share!

Deixe uma resposta