Seu próximo editor de código

Que ferramenta você usa para desenvolver? Zend Studio, NetBeans, Aptana, Eclipse+PDT? Nenhum destes?

Talvez esteja na hora de conhecer a última ferramenta que você um dia precisará para editar códigos.

Em 2012, dentre diversas novidades interessantes e produtivas, fui apresentado a um editor de textos com uma proposta interessante. Focado no desenvolvimento de software, excessivamente preocupado com a apresentação visual, desenhado com o objetivo de ser funcional ao extremo e com uma atenção doentia à velocidade em que tudo acontece, conheci o Sublime Text 2 (ST2).

O vetor desta ferramenta foi meu grande amigo Caio Gondim, que visivelmente discordava de mim por gastar mais de USD 250,00 em uma IDE baseada no Eclipse quando o mundo já contava com o ST2 por míseros USD 40,00 (hoje USD 59,00).

“Comparar uma IDE com um editor de textos não é justo”, muitos dirão. Concordo, eu mesmo disse. Mas o ST2 não é só um editor de textos e aí mora a questão fundamental sobre a vida, o universo e tudo mais.

Em primeiro lugar, no ST2 você pode fazer tudo pelo seu teclado. Tudo mesmo. Eu só uso mouse/touchpad/trackpad quando é mais rápido do que usar o teclado. Coisa rara. Importar projetos é um caso: basta arrastar a pasta do projeto para a tela do Sublime e voilà.

O editor é estupidamente rápido. Em uma máquina decente você não consegue ver a diferença entre abrir o programa ou alternar para a janela dele quando já está rodando. É de dar medo.

É possível fazer coisas como:

e ver o Sublime abrir o arquivo arq.php enquanto você está digitando e posicionar o cursor na definição da função func1. Alguém lembrou do TextMate? Adicione turbinas.

Pode ser estendido com o uso de plugins, faz parte da cultura. Quando eu digitei estas mal-tecladas, só neste site eram quase 1000:

http://wbond.net/sublime_packages/community.

Aliás, no quesito plugin ele mostra seu compromisso com a velocidade. Se um código de terceiros está atrasando você em, digamos, 0,03 segundos, uma pequena caixa de diálogo o denuncia. Você pode escolher viver com este desastroso “peso” em sua vida ou remover de vez o mal-criado. A escolha é toda sua.

Outra coisa interessante é a maneira de configurar o aplicativo. Tente abrir as preferências e seja brindado com um arquivo em formato JSON contendo todos os parâmetros comentados. Nada de mais para uma ferramenta focada em desenvolvedores, certo? Principalmente se você quer evitar sobrecarregar o código-fonte do editor com caixas e mais caixas de diálogo.

Mas apesar de todos os benefícios, é verdade que a ferramenta não é pensada exclusivamente para PHP. Apesar das corretas colorização de sintaxe e complementação de código (inclusive para comandos nativos do PHP), não há um depurador integrado e isto faz muita falta.

Mas como hoje é um grande dia, compartilho duas pérolas em que esbarrei hoje. A primeira, um projeto estável a pelo menos 6 meses, integrando Xdebug ao ST2:

https://github.com/Kindari/SublimeXdebug

A segunda é um excelente post falando exatamente sobre como personalizar, através de alguns plugins, a sua experiência PHP com Sublime Text 2.

http://blog.stuartherbert.com/php/2012/02/28/setting-up-sublime-text-2-for-php-development/

A ideia do Stuart é aparar as arestas e criar um ambiente mais confortável para quem vem de outro IDE.

Deleite-se e code out.

 

Be Sociable, Share!

5 ideias sobre “Seu próximo editor de código

  1. Muito bom, testei, uma pena que leva muito tempo pra configurar (MUITO MESMO).

    Desisti e voltei pro NetBeans, que no momento parece perfeito pra mim.

    • Hélio, quando puder, dá outra chance pro Sublime. É melhor gastar tempo só uma vez pra configurar do que toda vez que for abrir o programa… 😀

  2. Confesso que sou refém de Ide’s a algum tempo. Vou dar uma chance ao SB2 e depois postar meu feedback.!!!
    Ricardo Coelho quando vamos ter um post sobre Zend2 ?
    Abraço.

  3. Comecei a usá-lo depois de conhecê-lo no BootStrap, fazia de tudo com ele e nem percebia, foi minha máquina dar pau que eu vi o tanto que ele fez falta depois que reinstalei tudo, havia dado um branco, não lembrava o nome, fiz uma busca e o PhpMaranhão me salvou.

Deixe uma resposta