Você sabe o que significa a palavra gratidão?

s.f. Reconhecimento por um benefício recebido; agradecimento: dar provas de gratidão.
É exatamente isso que você deveria sentir, sacou? Não? Bom, vou tentar te explicar.

Há anos que pessoas se organizam, criam grupos, interagem. Isso eu chamo de criar comunidades.  No Maranhão alguns grupos foram criados: de Java, Linux, etc. Agora eu te pergunto – bem Marcelo Rezende: você já fez parte de algum deles?

Desde que comecei a programar em PHP, em meados de 2002, acredito eu, procurei referências de pessoas aqui no Estado para interagir – e procurei muito. Acontece que não existia facebook, existia muito mal o finado orkut e não era o suficiente, não achava as pessoas às quais me aliar, as pessoas com as quais poderia firmar parcerias na hora de estudar ou mesmo fazer negócios baseados na linguagem.

E vem o 1.PHP. Esse foi o início de tudo, o caos se organizando, criando o seu padrão, a ordem se instaurando e assim um ponto de partida da iniciativa que hoje, anos depois, ganha uma força quase que visceral, para se perpetuar no calendário maranhense e no coração daqueles que se envolvem com TI. Se eu pudesse descrever o evento seria uma palavra a que seria encarregada disso: Raça.

De nada servem palavras sem ação e assim a própria palavra ação serviu de inspiração para o 2.PHP e o 3.PHP. Eventos distintos, com auras distintas, separados pelo seu próprio parto, pelo ano de nascimento – foram filhos, únicos, amados, pródigos. Vieram e se foram. Foram como aquele filho que abandonou os pais para viver as suas aventuras, mas que voltam quando precisam. Todos eles voltaram. Voltaram à lembrança daqueles que lá estiveram, que fizeram parte dessa estória, que fizeram parte da história.

O 4.PHP, depois de um tempo de marasmo do grupo, foi como uma redenção ou mesmo uma ressurreição. O evento foi um marco para a história do Maranhão, foi a forma que encontramos de recriar o movimento do PHP no Estado, foi o reencontrar velhos motivos para não deixar morrer a iniciativa que deu origem ao 1.
Menino de ouro, – daquele jeito fanho que todos conhecemos – eu te pergunto: Por que você deve ter gratidão?

Meu caro, você eu não sei porque, mas sei porque eu devo ser grato. Sou grato porque foi o PHP Maranhão, na pessoa do nosso ilustre Ricardo Coelho, fundador do grupo, que me trouxe para dentro da iniciativa, assim como meus outros colegas do grupo. Foi esse mesmo grupo que me deu o prazer de organizar e ver acontecer o maior evento de TI que o Maranhão conheceu. Foi esse grupo que me fez lembrar de coisas que eu pensava durante a faculdade e mesmo antes dela.

Mas não é só essa gratidão que tenho não, tem mais, por muito mais coisa. Ir atrás de patrocinadores, alunos, recursos me mostrou o quanto eu estava parado em relação aos meus conhecimentos adquiridos – no âmbito da administração e no desenvolvimento de software. Eu vi que precisava me mexer, que tinha a obrigação de me mexer.

Em janeiro, salvo me engane, começou tudo. A reunião com os amigos num café da capital, um atraso meu e a parte que hoje me cabe desse latifúndio já estava la esperando por mim.

– Evaldo, eu preciso de um novo presidente para o PHP Maranhão. Topas?

O meu medo foi instantâneo, eu não pensava nisso, caiu no meu colo, veio de paraquedas, mas não tive como não aceitar. Todos já tinham conversado e aceitado as suas responsabilidades dentro do grupo. Faltava eu. E como se recusa algo assim?

Bom, mas esse texto não é sobre as aventuras de alguém que chega, mas sobre as virtudes e aventuras de alguém que sai. Sai para vôos mais altos, deixando aquilo que criou nas mãos daqueles que prometem continuar o seu legado e com muita alegria promover novos eventos e alianças com novos parceiros. 2013 foi um ano de muito aprendizado para mim nesse sentido.

2013 foi o ano do 4.PHP, do anúncio da criação da Associação de Profissionais PHP do Maranhão – primeira regional da ABRAPHP, de corridas a faculdades, a possíveis patrocinadores, de ofícios, de portas na cara, de resistência, de realização e de… gratidão. É, de novo gratidão.

Quero aqui em nome dos meus amigos da diretoria e daqueles que participaram de alguma das edições do Fórum, do PHPub ou do PHPinga, agradecer imensamente o nosso ex-presidente do grupo, Ricardo Coelho, por sua iniciativa e persistência em não deixar o grupo morrer. Não sei onde ele comprou esse desfibrilador, mas ele manteve o coração do grupo pulsando até entregar nas nossas mãos esse filho.

Um vôo mais alto é cuidar agora da ABRAPHP e ele o fará bem. É o vice-presidente dela por iniciativa e por merecimento. Ele não irá se mudar de cidade, veja, nem vai nos deixar a ver navios. Ele será, como sempre foi, embaixador do Maranhão nos eventos por onde vai, levando no peito o nosso nome e a marca do grupo.

Seja grato também como eu passaria a ser se já não fosse. O PHP Maranhão é a iniciativa de um, tocada hoje por alguns para benefício de muitos, e isso inclui você. O que fazemos aqui é por você que quer ter um salário bacana, que quer ter acesso a bons eventos, que quer ter acesso a bons conteúdos, que quer ver falar os caras mais tops do mercado nacional. Junte-se a nós.

Vem ai mais um PHPub em novembro e estaremos la para confirmar a parceria que firmamos este ano e que vimos que vale a pena com a realização da quarta edição do fórum. Não esqueça que você é o responsável por isso acontecer.

#tamojunto.
Be Sociable, Share!

4 ideias sobre “Você sabe o que significa a palavra gratidão?

  1. Belíssimo post Evaldo. Eu só posso agradecer ao convite do Ricardo para fazer parte do Grupo e poder de alguma forma contribuir com o mesmo. Acho que quando nós amamos fazer algo e tratamos isso com seriedade, não têm como o resultado não ser sucesso! E isso é que o PHP Maranhão é, um sucesso! Conseguimos apesar de todas as dificuldades e problemas cumprir com nossos planos até aqui traçados e convido a todos que se sentirem aptos a contribuir! que se sintam a vontade para participar de nossos encontros mensais, nossos grupos no facebook e em nosso blog! Sucesso para todos!
    Para o alto e avante.

  2. Pingback: Você sabe o que significa a palavra gratidão? | willianmano.com/phpmaranhao

  3. Muito bom o post, penso em montar uma comunidade aqui tambem no meu estado para galera passar conhecimento e uns ajudar os outros e assim ter um evento aqui na cidade como este.

    • Ei, Gleidson, obrigado por ter lido o post. Fico feliz que gostou. Se precisar de ajuda podemos ajudar, mas acho que em Teresina já existe algo assim. Tente se informar.

Deixe uma resposta